Difusora FM

Nossa Empresa


Em 25 de julho de 1955, na Praça da República, antigo Cine São Luiz, iniciava-se a história da Rádio Difusora de Itumbiara. Com apenas 100 watts de potência começava uma caminhada desafiadora, principalmente pela inexperiência de praticamente todos aqueles que faziam parte da emissora. Mas a pouca potência e a falta de um maior conhecimento não serviram de barreiras para Geraldo Ladeira (Fundador da Rádio) e sua equipe. A paixão pela comunicação fez com que todos os desafios fossem superados e assim a emissora caminhava a passos largos em busca de sua consolidação e ampliação.

O início da programação da Rádio Difusora de Itumbiara contou com um brilhantismo especial, pois ao mesmo tempo em que o programa de auditório era uma das maiores atrações do rádio itumbiarense, surgia um dos ícones da comunicação e também da música sertaneja. O saudoso e querido José Mendes Pereira (Zé Viola) iniciou sua trajetória de radialista nos microfones da Rádio Difusora. Ele contava com orgulho que viu a emissora nascer e nunca trabalhou em nenhuma outra rádio.

 Zé Viola faleceu em 2011, mas levou sua mensagem através dos microfones da Rádio Difusora por mais de 50 anos. O radialista e compositor sempre lembrava que apesar da pouca potência e qualidade do som daquela época, “era o máximo poder fazer rádio, principalmente porque era novidade e a audiência era fantástica”.

Depois de algum tempo, a rádio mudou de endereço, se instalando na Praça da Bandeira e também de potência, passando a operar com 250 watts e posteriormente, com 1000 watts. Mas com o rápido crescimento de Itumbiara, a direção da emissora sentiu a necessidade de também ampliar a potência de acordo com o desenvolvimento do município e com muita luta e determinação chegava então aos seus 5.000 watts, fazendo assim, ecoar seu som em um raio bem mais abrangente.

O tempo passou e mais uma vez a emissora deu um importante passo seguindo o desenvolvimento de Itumbiara e região. A audiência era cada vez maior e a necessidade de inovações era iminente. Assim, em 1997, a rádio Difusora chegou aos seus 10.000 watts de potência. E eles vieram acompanhados de uma nova sede, agora, própria e com espaço amplo, estúdios dotados de equipamentos de última geração, se tornando em uma das rádios com maior estrutura em todo o estado, tanto no que diz respeito ao espaço físico quanto na capacidade de comunicação, pois além de equipamentos, novas contratações de profissionais foram feitas. Elas se juntaram aos grandes profissionais “pratas da casa” e juntos formaram a equipe 10.  

Ao longo dos anos, a Rádio Difusora foi passando por inúmeras transformações de acordo com a necessidade de cada momento, mas sempre com o objetivo de levar a melhor programação aos ouvintes, seja na música, no esporte, notícias ou na qualidade radiofônica em Goiás.

FM

Com a migração do rádio AM para FM, em 2018 a emissora deu um grande salto e concretizou mais um sonho, passando de 10.000 para 30.000 watts. Agora a Rádio Difusora é FM e opera na frequência 101,7. Fez investimentos em equipamentos modernos e de alta tecnologia inaugurando assim uma nova era, com um som cristalino, reafirmando sua audiência e conquistando novos ouvintes tanto através do rádio, alcançando Itumbiara e toda a região sul de Goiás e parte do triângulo mineiro, bem como o Brasil e o mundo, através do site.  

A Diretoria

A emissora conta com a direção de Cleuza Bernardes Guimarães, que tem com muito brilhantismo conseguido desempenhar suas funções e procurando cada vez mais inovar e proporcionar ao ouvinte a melhor programação, com qualidade no som e imparcialidade nas informações levadas ao ar.

A Rádio Difusora vive hoje novos tempos e o que parecia um sonho, hoje é uma realidade. Com garra e espírito empreendedor seu diretor presidente Álvaro Soares Guimarães, transformou a Rádio Difusora em uma emissora modelo em todos os aspectos. É dentro deste contexto que a emissora amplia a cada dia sua presença no meio empresarial e no seio da comunidade, levando um trabalho de qualidade, com transparência e acima de tudo cumprindo o seu papel de utilidade pública.

(matéria publicada no Jornal Interativo em agosto de 2000 e atualizada em 2018)



Programação


                              Segunda à Sexta-feira

05h00 às 09h00 – “Programa Manhã Sertaneja” –  Mendes Júnior

09h00 às 12h00 – “Programa Difusora Alto Astral” – Lázaro Feliciano

12h00 às 13h00 – “Programa Top Hits”  - Rogério Vilela

13h00 às 16h00 – “Programa Show da Tarde” – Rogério Vilela

16h00 às 19h00 – “Programa Faculdade Sertaneja” – Dany Alexandre

19h00 às 20h00 – “Voz do Brasil”

20h00 às 00h00 – “Programa Boa Noite Cidade – Cidinha Sena

 

Sábado:

05h00 às 08h00 – “Programa Manhã Sertaneja” – Mendes Júnior

08h00 às 12h00 – “Programa Entrevistando Autoridade” -  Álvaro Guimarães

12h00 às 12h30 – “Programa A Voz da Diocese”  

12h30 às 16h00 – “Programa Show da Tarde” – Rogério Vilela

16h00 às 19h00 – “Programa Faculdade Sertaneja” – Dany Alexandre

19h00 às 00h00 – “Programa Boa Noite Cidade” – Diversos – Cidinha Sena

 

Domingo:

05h00 as 07h00 – “ Música”

07h00 às 10h00 – “ Programa Domingo é Nosso” -  Adivair Alves

12h50 às 13h00 – “ Música”

13h00 as 19h00 – “ Musica”

19h00 às 19h30 – “ Música”

19h30 às 20h00 – “ Música”

20h00 às 00h00 – “ Música”

 

 

Informativo (Duração de 5 Minutos)

08h55 – Segunda à Sábado

09h55 – Segunda à Sábado

10h55 – Segunda à Sábado

12h55 – Segunda à Sexta-feira

13h55 – Segunda à Sexta-feira

14h55 – Segunda à Sexta-feira

15h55 – Segunda à Sexta-feira

16h55 – Segunda à Sexta-feira

17h55 – Segunda à Sexta-feira